0
0
0
s2smodern

Distante 130 km da capital gaúcha, o Vale dos Vinhedos é um destino muito atraente aos viajantes que desembarcam no aeroporto de Porto Alegre e que querem fazer viagens curtas, para descobrir novas possibilidades.

Conheça as cidades, as vinícolas, os vinhos...

C

om uma localização privilegiada do Vale dos Vinhedos permite que o viajante conheça em uma única viagem três das cidades gaúchas que se destacam entre as mais charmosas do estado. O Vale compreende o território limitado pelo triângulo formado pelas cidades Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi. Cada uma oferece particularidades especiais ao viajante, sendo todas igualmente imperdíveis.

Em Bento Gonçalves, por exemplo, as possibilidades vão além do vinho e se estendem a roteiros históricos e de aventuras, criados especificamente para que os visitantes possam aproveitar cada minuto nesta pequena cidade, onde moram menos de 100 mil habitantes.

Garibaldi leva o nome do herói farroupilha, Giuseppe Garibaldi, e foi dado à cidade na época de sua fundação, logo após os episódios que marcaram este importante capítulo histórico. É uma das mais italianas cidades encontradas na região, sendo perfeita, portanto, para quem quer conhecer a gastronomia e a culinária da Itália.

Do mesmo modo, Monte Belo do Sul, que foi inteiramente colonizada por imigrantes italianos e que ainda hoje preserva o melhor da cultura italiana.

As principais vinícolas e as opções de roteiro

Muitas vinícolas fazem parte da região onde pequenos e grandes produtores proporcionam roteiros incansáveis, carregados de charme e de belezas únicas. São dezenas de endereços, que fica difícil conhecer todos os espaços em uma viagem muito curta.

Se você tem pouco tempo, a dica é se concentrar nas vinícolas de apenas uma cidade e então voltar para a casa. Quem puder ficar mais de um dia pode e deve dividir os dias por lá para visitar de duas a três vinícolas de cada uma das cidades. Entre as mais famosas, o destaque fica por conta da Casa Valduga, Don Laurindo, Cave de Pedra e Miolo.

Além do roteiro enológico, que passa pelas mais de 30 vinícolas do Vale dos Vinhedos, a região conta com duas outras rotas pensadas especialmente no visitante: a cultural e a gastronômica.

Na primeira, como o nome sugere, a ideia é conhecer melhor os aspectos culturais que moldaram os costumes e as tradições ainda mantidas nas cidades que compõem o Vale. As festas comemorativas, as lojas de artesanato e espaços como Memorial do Vinho fazem parte do roteiro cultural.

A rota gastronômica, por sua vez, é o toque final perfeito para os passeios feitos para desbravar o Vale. Restaurantes, bistrôs e casas coloniais acolhem os viajantes com mesa farta, sempre prontos para proporcionar uma experiência capaz de agradar até mesmo quem tem um paladar exigente.

Não esqueça, faça compras...

 

Visitar o Vale dos Vinhedos e não levar uma garrafa de vinho sequer para casa é imperdoável. Os vinhos produzidos na região estão entre os melhores do país e podem resgatar os momentos vividos no Vale, assim que forem saboreados no conforto de sua casa.

Além de adquirir um bom vinho, aproveite para comprar produtos artesanais e guloseimas coloniais ou qualquer outro item comercializado na região que fará você matar saudades dos vinhedos, sempre que você quiser.

Agora que você já sabe como aproveitar o melhor do Vale dos Vinhedos, que tal marcar a sua viagem? Tem dicas ou dúvidas? Deixe um comentário!

 

Arrow
Arrow
Shadow
Slider
pmfx.jpg
ENOTURISMO
Viajar pelo mundo do vinho, conhecer,
aprender e sobretudo experimentar!
PASSEIOS
Maria Fumaça, visita às vinícolas,
parrerais, a natureza que encanta!
GASTRONOMIA
A gastronomia típica italiana
onde a tradição une-se aos bons vinhos!
Arrow
Arrow
Shadow
Slider
anunciar.jpg